Sai a lista do ônibus para o sambaGIA

Devido ao grande número de inscritos pedimos desculpas pela demora na publicação da lista, mas para evitar maiores transtornos segue a lista por ordem de inscrição. Confirmamos a saída do ônibus do Campo-Grande para Cachoeira, às 9:30 da manhã deste sábado (03/03/12) (ponto de encontro ao lado do TCA)  com retorno à Salvador previsto para às 18:00 h. Como houve grande número de inscritos confirmamos por ordem de inscrição os nomes das primeiras 30 pessoas, sendo que haverá uma chamada ás 9:30 para essas 30 primeiras e outra às 9:45 para àqueles que estão em espera ocuparem as vagas que sobrarem da primeira chamada. Informamos que não haverá pessoas sendo transportadas em pé. Se por numero insuficiente de vagas você não  ingressar no ônibus, tente uma carona solidária, chame conhecidos e venha contemplar o SambaGia em Cachoeira! Entrem em contato com Ohana cel 075 91459951 (tim)   e Herbert cel 81981949 (claro)

ACESSE A LISTA AQUI

Anúncios

FIAR 3 começa nesta quarta na feira livre de Cachoeira

 Artes espalhadas pelas ruas de Cachoeira e São Félix nesta terceira edição do Festival de Intervenções Artísticas do Recôncavo (FIAR 3). De quarta a sábado, o festival promove o encontro das redes de artes visuais no Recôncavo com uma programação gratuita que reflete essa característica nos bate-papos, intervenções, encenações, cobertura colaborativa, apresentações, oficinas e lançamentos. Participam artistas e grupos independentes de diferentes partes do país. Também há um expoente do Chile que integra a plataforma DESISLACIONES, uma rede de artistas e coletivos de arte da América Latina.

Grupos e artistas independentes foram convidados para desenvolver intervenções urbanas e audiovisuais nas localidades da região do Recôncavo. Cenário histórico e legado cultural da região farão parte das práticas coletivas.

Na quarta, WG e Gilsão vão grafitar expressões da feira livre de Cachoeira em roupas sem estampa usadas por pessoas que circulam pelo lugar. No Piauí, eles criaram a Mucambo Nuspano, uma grife que surgiu da moda de rua e hoje ultrapassa conceitos de criação de moda. É a primeira vez que fazem essa performance num espaço público, ao vivo, no calor do encontro com as pessoas, sem estrutura de estúdio. As peças são únicas, e as pessoas serão presenteadas com o trabalho. A ideia é que haja um desfile das imagens projetadas, como uma segunda pele flanando nas ruas.

À tarde acontece o bate-papo sobre As redes colaborativas de Arte, no Centro Cultural Dannemam, em São Félix. O espaço, uma histórica fábrica de charutos do XIX, teve seu galpão reformado e hoje abriga eventos como a Bienal do Recôncavo. A capacidade é para 100 pessoas. Só chegar e participar.

Participam do bate-papo Luis Parras (GIA e PIA-BA), Milena Durante (EIA-Experiência Imersiva Ambiental-SP), Patrícia Francisco (artista plástica e cineasta-RS) e Rosa Apablaza (DESISLACIONES-Chile).  Após o bate-papo, o Dannemam recebe a poesia além-mar de João Vanderlei de Moraes Filho, com a leitura de Uno – Ainda o mar, inédito no Brasil e já lançado na Argentina e na Colômbia.

Bora participar e divulgar? O festival só está começando: oficinas, lançamentos, música, comunicação, encontros e celebrações!

FIAR3 – Intervenções – Cambana

cambana

No FIAR 3, Cambana traz ícones da cultura cigana para feira de Cachoeira

A feira livre de Cachoeira recebe, no dia 3 de março, a primeira apresentação de Cambana, uma encenação constituída de ações artísticas multimídias a partir da pesquisa de ícones da cultura calón (ciganos provenientes da Península Ibérica). O evento começa às 10 horas e integra a programação do Festival de Intervenções Artísticas do Recôncavo – FIAR 3, nas cidades de Cachoeira e São Félix.

Desde 2010, a pesquisadora o Coletivo Provisório (Maicyra Leão e o fotógrafo Márcio Lima) investiga grupos ciganos/Calóns (acampamentos) da região do Recôncavo. Parte desse processo se concretiza em Cambana. As ações foram criadas por um grupo de artistas de áreas co-relatas ao teatro, como arquitetura, cenografia, dança, performance, literatura, fotografia, videoarte, para dialogar com as experiências de convívio nas comunidades. São seis duplas de criadores não-atores que fizeram construções cênicas em torno de 50 minutos. Não há ordem de apresentação, e as ações acontecem simultaneamente.

“Não há um propósito de representação do que é ser cigano, mas sim a criação poética a partir de aspectos da pesquisa documental”, informa Maicyra Leão. Uma amostra do registro está no site do projeto http://cambana.wordpress.com/ e no livro O povo Cigano, http://www.arcapress.org/opovocigano/, de Márcio Lima.

Segundo Maicyra, a cena inicial e central do trabalho é uma estrutura de um mini-cinema que será montada dentro do mercado central, no qual será exibido um vídeo feito a partir de uma imersão num acampamento cigano. Em seguida, cenas simultâneas terão início ao longo da feira. Uma manequim-cigana-cyborgue coloca cartas num provador de roupas no meio da feira; uma tenda-cinema exibe um breve documentário sobre o convívio com comunidades da região; gaiolas recheadas com pássaros-origami estão com janelas abertas para que o público tire a sua sorte; um altar e discursos históricos sobre os ciganos no mundo são transportados em um carrinho de mão, além de outras performances poéticas que invadirão o imaginário daqueles que por ali se tornarem cúmplices das ações em meio a muitas lonas, cores e improviso.

As apresentações de Cambana acontecerão em feiras livres entre os dias 02 e 11 de março de 2012, nas cidades de Muritiba, Cachoeira e São Felipe. Em Salvador, a apresentação será realizada na feira do Nordeste de Amaralina. O projeto tem apoio do Fundo Iberescena e recebeu o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2011.

O FIAR 3 tem apoio da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), através do Fundo de Cultura, e da Fundação Nacional de Artes (Funarte), integrando a Rede Nacional das Artes. Também é parceira a Secretaria de Cultura e Turismo de Cachoeira.

FIAR 3 | Encontro de Redes de Artes Visuais | http://FIARbahia.wordpress.com/
29 de fevereiro a 3 de março | Cachoeira e São Félix

Contatos | Janaina Rocha | imprensa | 71.92486770 | janainarochasp@gmail.com
Tininha Llanos | curadoria | 71.91204403 | oitininha@gmail.com

FIAR 3 – Encontro de Redes de Artes Visuais

Conforme prometido, os contatos.

O FIAR 3 que irá ocorrer em 2012 terá os seguintes artistas, coletivos e redes:

Rosa Apablaza – Desislaciones – Chile


WG e Gilsão – MucambuNuspano – Piauí 


GIA – BA


Felipe Brait – Frente Três de fevereiro – SP


Ricardo Brazileiro – PE  


José balbino- BA 


Patrícia Francisco – RS 

Coletivo Rádio Amnésia 

Surto Coletivo – Cachoeira –  BA

Opavivará  –  Rio de Janeiro

Vem aí FIAR ano 3 – em 2012

Estamos preparando para o início do ano que vem, mais um encontro de artistas no Recôncavo Baiano. O ano 3 do FIAR – Festival de Intervenções Artisticas do Recôncavo terá como tema o Encontro de Redes de artes visuais. Além de intervenções ambientais, iremos propor performances coletivas, debates, apresentações musicais, e uma publicação impressa.

Os artistas/coletivos convidados são:

Rosa Apablaza – Desislaciones – Chile
WG e Gilsão – MucambuNuspano – Piauí
GIA – BA
Felipe Brait – Frente Três de fevereiro – SP
Ricardo Brazileiro – PE
José balbino- BA
Patrícia Francisco – RS