FIAR 3 começa nesta quarta na feira livre de Cachoeira

 Artes espalhadas pelas ruas de Cachoeira e São Félix nesta terceira edição do Festival de Intervenções Artísticas do Recôncavo (FIAR 3). De quarta a sábado, o festival promove o encontro das redes de artes visuais no Recôncavo com uma programação gratuita que reflete essa característica nos bate-papos, intervenções, encenações, cobertura colaborativa, apresentações, oficinas e lançamentos. Participam artistas e grupos independentes de diferentes partes do país. Também há um expoente do Chile que integra a plataforma DESISLACIONES, uma rede de artistas e coletivos de arte da América Latina.

Grupos e artistas independentes foram convidados para desenvolver intervenções urbanas e audiovisuais nas localidades da região do Recôncavo. Cenário histórico e legado cultural da região farão parte das práticas coletivas.

Na quarta, WG e Gilsão vão grafitar expressões da feira livre de Cachoeira em roupas sem estampa usadas por pessoas que circulam pelo lugar. No Piauí, eles criaram a Mucambo Nuspano, uma grife que surgiu da moda de rua e hoje ultrapassa conceitos de criação de moda. É a primeira vez que fazem essa performance num espaço público, ao vivo, no calor do encontro com as pessoas, sem estrutura de estúdio. As peças são únicas, e as pessoas serão presenteadas com o trabalho. A ideia é que haja um desfile das imagens projetadas, como uma segunda pele flanando nas ruas.

À tarde acontece o bate-papo sobre As redes colaborativas de Arte, no Centro Cultural Dannemam, em São Félix. O espaço, uma histórica fábrica de charutos do XIX, teve seu galpão reformado e hoje abriga eventos como a Bienal do Recôncavo. A capacidade é para 100 pessoas. Só chegar e participar.

Participam do bate-papo Luis Parras (GIA e PIA-BA), Milena Durante (EIA-Experiência Imersiva Ambiental-SP), Patrícia Francisco (artista plástica e cineasta-RS) e Rosa Apablaza (DESISLACIONES-Chile).  Após o bate-papo, o Dannemam recebe a poesia além-mar de João Vanderlei de Moraes Filho, com a leitura de Uno – Ainda o mar, inédito no Brasil e já lançado na Argentina e na Colômbia.

Bora participar e divulgar? O festival só está começando: oficinas, lançamentos, música, comunicação, encontros e celebrações!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s